Seja bem vindo...

"...agradeço a você, caro leitor, que de tantos jardins que podias visitar, escolheu este. Fico honrada.Espero que sua estada seja agradável. Que as coisas familiares lhe pareçam novas, e as coisas novas, familiares. Fique o tempo que desejar. Se encontrar uma rosa que valha a pena, sinta-se á vontade para colhê-la. Se encontrar algo que mereça ser compartilhado, por favor, compartilhe. E, quem sabe? Adão ouviu Deus falar num jardim; talvez o mesmo lhe aconteça..." (palavras retiradas do livro:ouvindo Deus na tormenta-max lucado)

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Ninguém pode ensinar o que não sabe...

Conta-se que certo homem no seu trabalho rotineiro,estava num canavial, quando, de repente, viu brilhar três letras no céu: VCC. Muito religioso, julgou que aquelas letras significavam:
 “Vai Cristo Chama”.
Fiel à visão correu ao pastor de sua igreja e contou-lhe o ocorrido, concluindo que gostaria de devotar
o restante de sua vida à pregação do evangelho.
O pastor, surpreso diante do relato, disse:
- Mas para pregar o evangelho, é preciso conhecer a Bíblia.
Você conhece a Bíblia o bastante para sair pelo mundo pregando a sua mensagem?
- Claro que sim! Disse o homem.
- E qual é a parte da Bíblia que você mais gosta e conhece?
- As parábolas de Jesus, principalmente a do bom samaritano.
- Então, conte-a! Pede o pastor, querendo conhecer o grau de conhecimento bíblico do futuro pregador do evangelho.
O homem começa a falar:
- Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu entre os salteadores.
E ele lhes disse: Varões irmãos escutem-me: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou.
E lhes entregou seus bens, e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo sua capacidade.
E partindo dali foi conduzido pelo Espírito ao deserto, e tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, teve fome, e os corvos lhe traziam alimento, pois se alimentava de gafanhoto e mel silvestre.
Sucedeu que indo ele andando, eis que um carro de fogo o ocultou da vista de todos. A rainha de Sabá viu isso e disse: “Não me contaram nem a metade”.
- Depois disso, ele foi até a casa de Jezabel, mãe dos filhos de Zebedeu, e disse: “Tiveste cinco maridos, e o homem que tens, não é teu marido”.
E olhando ao longe, viu a Zaqueu pendurado pelos cabelos em uma árvore e disse: “Desce daí, pois hoje almoçarei em tua casa”. Veio Dalila e cortou-lhes os cabelos, e os restos que sobraram foram doze cestos cheios para alimentar a multidão.
Portanto, não andeis inquietos dizendo: “Que comeremos?”, pois, o vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas essas coisas. E todos os que ouviram se admiraram da sua doutrina”.
Depois da sua “brilhante pregação” o homem, entusiasmado, olhou para o pastor e perguntou:
- E então, estou pronto para pregar o evangelho?
- Olha meu filho, disse o pastor; eu acho que aquelas letras que apareceram no céu não significam: “Vai Cristo Chama”, e sim: “Vai Cortar Cana”.


Moral da história:
Para pregarmos o evangelho genuíno,
precisamos primeiro cortar cana
(Estudar a palavra de Deus).
Ninguém pode ensinar aquilo que não sabe!!!

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Que bom é cortar cana, se não passarmos por aí, caimos no erro de termos de voltar a trás. Muitas vezes não é ir ao instituto 3 anos e sair de lá pastor. Mas o quanto se lê a Palavra , orando e jejuando, pedindo o entendimento que vem de Deus, a Sua sabedoria, o saber de Deus não se adquir em livros, mas no Seu querer dar. Ao recebedor humilde e entregue De todo o coração a Ele.

Muita paz.

Antonio

Related Posts with Thumbnails