Seja bem vindo...

"...agradeço a você, caro leitor, que de tantos jardins que podias visitar, escolheu este. Fico honrada.Espero que sua estada seja agradável. Que as coisas familiares lhe pareçam novas, e as coisas novas, familiares. Fique o tempo que desejar. Se encontrar uma rosa que valha a pena, sinta-se á vontade para colhê-la. Se encontrar algo que mereça ser compartilhado, por favor, compartilhe. E, quem sabe? Adão ouviu Deus falar num jardim; talvez o mesmo lhe aconteça..." (palavras retiradas do livro:ouvindo Deus na tormenta-max lucado)

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Quando os pescadores não pescam...

Olá...
Ri muito com este texto de Max Lucado, porque é mesmo bem verdade...
É um texto grande, mas vale a pena!
Vá em frente! leia também...


"Quando eu estava no colegial, nossa família costumava ir pescar todos os anos durante a primavera.Certo ano meu irmão e minha mãe não puderam ir, então convidei meu amigo Mark.
Dias antes já podíamos prever as férias.
Sentíamos o sol nos esquentando enquanto estávamos no barco, sentíamos o puxão da vara e podíamos sentir o cheiro do peixe frito na chapa, sobre a fogueira.
Mal podíamos esperar! Então o dia chegou. Carregamos a caminhonete e partimos.Chegamos tarde da noite, descarregamos o carro e fomos dormir, sonhando com o céu ensolarado do dia seguinte.
porém, durante a noite o vento soprou com força, e eu logo fiquei com frio!
Foi tão forte que não conseguíamos nem abrir a porta do carro de manhã.
O céu estava cinza, o lago cheio de ondas, sem possibilidades de pesca.
Não tem problemas- dissemos- passaremos o dia na caminhonete, afinal de contas, trouxemos o jogo banco imobiliário, temos a revista readers digest e sabemos um monte de piadas.
Não foi pra isso que viemos, mas faremos o melhor que pudermos, e amanha, pescaremos.
Então amontoados no carro com um fogão coleman e um tabuleiro de jogo, os três pescadores passaram o dia ali sem poder sair. As horas passaram lentamente, mas passaram. A noite voltamos a dormir sonhando com a pescaria.
Estávamos prestes a receber outra surpresa.
Na manha seguinte não foi o vento que não deixava abrir a porta...foi o gelo!
Tentamos ficar alegres...
Não tem problema- resmungamos- podemos jogar banco imobiliário... de novo.
Ou reler historias da revista... lembrar mais algumas piadas...
Mas, quanto mais corajosos queríamos ser, mas víamos que um pouco do cinza tinha deixado o céu e invadido nosso carro.
Comecei a notar algumas coisas que não notara antes...
Observei que Mark tinha algumas falhas de personalidade.
Era petulante em suas opiniões, irritava-se facilmente, não conseguia fazer nenhuma critica construtiva, mesmo que suas meias cheirassem mal, ele achava que não era da minha conta que eu o avisasse.
"Só estou cuidando do carro de meu pai" eu defendia, esperando que meu pai viesse me ajudar.
Mas, papai sentado num canto, ainda lia!
"droga! onde ele esta quando mais preciso!?Então, começava a ver meu pai de modo diferente.
Quando lhe disse que os ovos estavam mau cozidos e a torrada, queimada, ele me convidou a usar o fogão portátil ."sensivél demais" disse a mim mesmo, nada como estar confinado num carro com alguém, pra ver como é sua verdadeira personalidade!!! Foi um longo dia e uma noite comprida e fria.
Quando despertamos de manhã com o som de chuva e neve batendo nas lonas, nós nem fingimos estar contentes! Estávamos todos rabugentos, Mark se tornava um idiota a cada momento; eu tentava descobrir que lapso de ignorância eu tive para convida-lo.
Papai não fazia mais nada direito, eu queria saber como alguém tão irritável podia ter um filho tão sereno.
Sentimo-nos miseráveis o dia todo, vendo o equipamento de pesca ainda embrulhado. O dia seguinte, mais frio!
"Vamos pra casa!" foram as primeiras palavras do meu pai,
as quais ninguém fez objeçaõ...

Aprendi uma dura lição naquela semana.
Não sobre pesca, mas sobre pessoas...
Quando aqueles que foram chamados para pescar, não pescam, eles brigam!
Quando a energia direcionada pra fora é usada pra dentro, o resultado é explosivo! Em vez de jogar as redes, jogamos pedras.
No lugar de mãos estendidas pra ajudar, apontamos dedos acusadores.
Em vez de sermos pescadores de perdidos, nos tornamos crítico dos salvos...
muito mais que ajudar os feridos... nós ferimos os ajudadores...

O resultado ?...
Avareza dentro da igreja.
Espiritualidade de meia tigela. Olhos que possuem bolhas, procurando verrugas em outros olhos.
Dedos tortos que desviam as forças e apontam as fraquezas.
Igrejas divididas, testemunhos pobres,
corações quebrados e guerras legalistas...
E, infelizmente, o pobre não é saciado; o confuso não é aconselhado
e nem o perdido, encontrado..
Quando não pescam...brigam...
Mas quando se unem a pescar, eles crescem!


Nada melhor que o serviço de uma tarde inteira para lidar com um caso de constantes reclamações.
Nada une mais os soldados do que uma tarefa em comum.
Deixe os soldados dentro das barracas sem nenhum tempo na linha de combate e veja o que acontece com seus comportamentos.
Vão criar motivos pra reclamar.
As camas são muito duras, a comida é muito fria, a liderança muito exigente,a barraca muito antiga...
Mas, agora coloque estes mesmos soldados lá na trincheira e deixe-os ver algumas balas e o que eram barracas intediantes vão parecer o paraíso, as camas se tornaram ótimas, a comida será quase perfeita, a liderança corajosa e cada barraca,maravilhosa!
Quando eles que são chamados pra pescar, pescam, eles crescem!
Tome nota; da próxima vez que os desafios externos tentarem você a fechar a porta e permanecer no interior fique o bastante até se aquecer,
depois saia e vá para batalha!
Há muito a ser feito!
Pare de ficar perdendo tempo!


(Max lucado- Um dia na vida de Jesus)

Um comentário:

igreja batista palavra da cruz disse...

OI NANDA, GRAÇA E PAZ. LENDO ESTE TEXTO QUE POR SINAL UMA BENÇÃO, ESTAVA PENSANDO QUANDO DESU LIBERTOU O SEU POVO DO EGITO. IMAGINA SÓ QUE ELES DIZIAM DENTRO DAS BARRACAS? TALVEZ QUANTAS MURMURAÇÕES!!!! GOSTEI DEMAIS DO ARTIGO. QUE BOM QUE O SENHOR TEM DADO A VOCE BOM DISCERNIMENTO EM SUA PALAVRA E COM ISSO QUEM GANHA SOMOS NÓS. FORTE ABRAÇO - DEUS TE ABENÇOE ABUNDANTEMENTE EM CRISTO JESUS.
CLAUDIO MORANDI.

Related Posts with Thumbnails